Senado aprova PL que torna indeterminado prazo de validade das receitas médicas

O Senado aprovou nesta terça-feira, 7, o projeto de lei que torna indeterminado o prazo de validade de receitas médicas e odontológicas enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. A medida, que vale para medicamentos sujeitos a prescrição e de uso contínuo, segue para sanção presidencial.

O texto permite ainda que pacientes em grupos e faixas da população mais suscetíveis e vulneráveis à contaminação pela COVID-19, assim como pessoas com deficiência, poderão indicar, por meio de qualquer forma de declaração, terceiros para a retirada de seus medicamentos, desde que apresentem o receituário médico.

As regras para os remédios que dependem de receituário de controle especial, contudo, permanecem as mesmas definidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): com a retenção da receita pela farmácia e validade dentro do território da sua emissão.

Fonte: Agência Estado

 

𝐏𝐎𝐏 𝐄𝐱𝐢𝐠𝐢𝐝𝐨 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐀𝐍𝐕𝐈𝐒𝐀, 𝐌𝐢𝐧𝐢𝐬𝐭é𝐫𝐢𝐨 𝐝𝐚 𝐒𝐚ú𝐝𝐞, 𝐌𝐢𝐧𝐢𝐬𝐭é𝐫𝐢𝐨 𝐝𝐨 𝐓𝐫𝐚𝐛𝐚𝐥𝐡𝐨 𝐞 𝐕𝐢𝐠𝐢𝐥â𝐧𝐜𝐢𝐚𝐬.

Clique na imagem abaixo para acessar mais informações:

“>

Deixe uma resposta

Contato

Descreva-nos a sua necessidade preenchendo o formulário abaixo. Responderemos seu chamado em até 24 horas.





Envio de Chamados de Suporte



FAQs: Central de Ajuda.